Enquanto 2018 foi tido como um ano de queda e estagnação no mercado imobiliário brasileiro, o 2º semestre de 2019 vem apontando boas taxas de crescimento e está aquecendo cada vez mais. Será que é o momento certo para investir e/ou vender seu imóvel? Confira!

Não é novidade que 2018 foi um ano de queda para o mercado imobiliário brasileiro e para a economia no país de um modo geral. Isso aconteceu por conta do endividamento da classe C, além das altas taxas de juros e da baixa oferta de crédito neste período. 

Com isso, naturalmente as pessoas avaliam muito antes de se comprometer com grandes investimentos, como é o caso de um imóvel. Assim, o mercado imobiliário acaba esfriando e sendo afetado pela crise econômica, isso é o que aconteceu durante o ano de 2018 no país, com apenas alguns singelos avanços na área ao decorrer do segundo semestre. 

Agora, quando a economia retorna ao rumo de crescimento, com a diminuição do índice de desemprego e a estabilização financeira, automaticamente o mercado imobiliário começa a mostrar-se mais ativo e propício para investimentos e movimentações. Felizmente, é isto o que está acontecendo agora no 2º semestre de 2019 de acordo com os últimos dados divulgados pelo IBGE.

A economia no Brasil vem crescendo de forma tímida, mas aponta reaquecimento e o setor imobiliário é diretamente influenciado com essa melhora. Confira alguns destes dados:

  • O PIB do segundo trimestre cresceu 0,4%. Resultado que surpreendeu, pois se temia até mesmo um número negativo para o período;
  • O desemprego vem caindo, com aumento importante do número de pessoas ocupadas, mesmo com a ressalva de que essa recuperação do mercado de trabalho vem se dando pelo lado da informalidade;
  • O crédito livre, aquele que não está direcionado, como para habitação, está crescendo acima de 12%;
  • O crédito mais barato está reativando a construção civil, que tem poder de recuperação mais rápido, com grande potencial de geração de emprego. O crédito, como se sabe, serve para duas coisas: consumo ou investimento.

Estes são dados que refletem o aumento da confiança de empresários e consumidores diante da, mesmo que tímida, recuperação da economia brasileira, somado a um cenário de manutenção da inflação e dos juros baixos.

Se em 2018 as perspectivas para o setor já eram positivas por grande parte dos investidores, hoje pode-se dizer que o cenário é propício para compra e venda quando comparado aos últimos meses. De acordo com a pesquisa “Perspectiva do Mercado Imobiliário 2018-2019”, promovida pela ADIT Brasil, em parceria com o Grupo Prospecta, 52% do empresariado acreditavam no crescimento acentuado do mercado, e isso é o que vem consolidando-se como realidade atualmente.

É importante ressaltar que, tanto na hora de investir quanto na hora de vender um imóvel, recomenda-se estudar como o mercado imobiliário está performando com o objetivo de fazer a melhor escolha e não perder dinheiro. A Reis Príncipe possui uma equipe especializada que pode te ajudar a entender melhor este cenário. Solicite atendimento e conte conosco para te auxiliar!