Vistoria locatícia no imóvel: Entenda a importância de ser feita na entrada e saída

Para o aluguel de imóveis, são necessários diversos procedimentos e a reunião de documentos contemplados pela Lei do Inquilinato, que tem por objetivo trazer maior proteção aos envolvidos no contrato, como é o caso da Vistoria locatícia no imóvel.

A vistoria é útil para se resguardar de eventuais infortúnios, que podem ser causados pela forma de como do locatário conserva o imóvel, além de funcionar como uma defesa, caso exista algum tipo de desonestidade do locador. Essa medida garante a segurança de ambas as partes.

Para entender mais sobre a importância da Vistoria locatícia no imóvel, realizada na entrada e também na saída do imóvel (desocupação ao final do contrato), continue a leitura desse artigo!

Ferramenta jurídica para o locador e locatário

A vistoria locatícia tem por objetivo analisar minuciosamente a apresentação, estrutura e infraestrutura do imóvel, apontando problemas, características gerais, e o estado de conservação em que se apresentam as paredes, portas, pisos, instalações elétricas, entre outras.

Dessa forma, o documento relata uma visão geral do estado do imóvel, para que ele seja entregue ao locatário (na saída) ou ao locador (na entrada) dentro do que está previsto na vistoria, salvo as deteriorações a respeito do uso comum.

A realização da vistoria locatícia do imóvel evita mal-entendidos e permite uma avaliação mais justa para ambas as partes, corrigindo os problemas que forem apresentados, que não estiverem de acordo com a vistoria. É uma ferramenta jurídica que protege tanto o locador, quanto o locatário.

Vistoria anterior a ocupação do imóvel

A vistoria realizada antes do imóvel ser ocupado tem por finalidade apresentar ao futuro inquilino a realidade da estrutura do imóvel em detalhes, para que o futuro(a) inquilino(a) saiba as condições em que ele deve ser entregue ao final do contrato.

É de suma importância que o locatário leia atentamente e compare com a situação apresentada, questionando o que for necessário, para que seja feita as devidas alterações na vistoria, se for o caso.

Por exemplo, caso o(a) inquilino(a) identifique outros problemas que não constam na vistoria, ou tenha algum item que esteja na vistoria e não exista no imóvel (por exemplo, na vistoria consta que o imóvel contém determinado tipo de chuveiro, mas no imóvel esse item não está presente, ou não é do modelo que consta), ele deve contatar o locador ou a imobiliária, para que seja feita a alteração, preferencialmente munido de fotos.

É importante lembrar que o documento da vistoria locatícia é um compromisso assumido com a manutenção do estado do imóvel, portanto é fundamental que ele esteja de acordo com a realidade de maneira detalhada.

Vistoria para encerramento do contrato

Ao desocupar o imóvel, mas antes do encerramento do contrato, a vistoria tem por finalidade conferir o estado real de conservação e compará-lo com a vistoria inicial, para que o inquilino entregue o imóvel dentro das condições adequadas de conservação que foram apresentadas quando ele começou a ocupar o imóvel.

Caso haja diferenças, é preciso que o inquilino readeque o imóvel às suas características iniciais, ou negocie com o proprietário do imóvel alguma alternativa, como pagamento do conserto ou pintura das paredes, por exemplo.

É importante salientar que a vistoria locatícia é importante para avaliação de ambas as partes envolvidas no contrato, evitando injustiças e servindo como instrumento jurídico.

Para saber mais informações sobre administração de imóveis, acesse o nosso blog! http://www.reisprincipe.com.br/blog/ .

2018-11-01T17:36:20+00:00novembro 1st, 2018|RP NEWS|Comentários desativados em Vistoria locatícia no imóvel: Entenda a importância de ser feita na entrada e saída
WhatsApp chat